As espiãs do dia D

Estou sumindo e voltando, mas estou aqui gente, vou ver se faço varias das resenhas que estão atrasadas e coloco na programação, assim não fico em falta com vocês e consigo estudar para as provas finais da faculdade.

Recebi esse livro da Editora Arqueiro, eu estava com muita vontade de ler um livro do Ken Follett, principalmente por causa dos marcadores, que são lindos, e quando vi esse no lançamento do mês fui ver do que se tratava a historia e eu quis na hora.

Nesse livro o Ken Follett traz uma nova visão, acho que podemos dizer assim, da Segunda Guerra Mundial, esse tema está muito em foco ultimamente e estou gostando muito, adoro saber um pouco mais da Segunda Guerra, e mesmo sendo um livro fictício, acho que te faz pensar no que aconteceu realmente e ir procurar um pouco mais para saber o lado real.

O livro se passa quando a França já foi tomada pelos alemães, mas as forças aliadas planejam libertar a Europa e eles ignoram quando e onde eles irão fazer isso, mas sabem que em muitas frentes de batalhas estão perdendo e não há um grande contingente de soldados a disposição para derrotar essa invasão e manter a França.

Felicity Clairet é uma inglesa e é a principal espiã dos aliados, ela sabe que as linhas de comunicações montadas em um palácio de Sainte-Cécile é uma das peças mais importantes para que Hitler consiga manter as suas tropas nos países que invadiu, inclusive a França, assim, a sua meta é destruir essa central telefônica.

Porém, em uma tentativa de invasão e destruição, o marido de Felicity, que é líder da Resistencia francesa é baleado e o seu grupo é dizimado, como ela era a chefe dessa operação a sua credibilidade é posta em prova, mas ao mesmo tempo, ela já começa a planejar um novo ataque e depois de alguma luta, ela consegue ter uma ultima chance.

Ela tem exatamente nove dias para consegue formar uma equipe somente de mulheres, onde cada uma deve ter uma qualidade especifica, tem que treinar essas mulheres, preparar toda a documentação e entrar no palácio como faxineiras.

Ela sabia que seria extremamente difícil, mas não tinha ideia do quanto e quantos problemas encontrariam pela frente, já que o Major Dieter Franck, das forças alemãs faz de tudo para conseguir intercepta-la e acabar com qualquer possibilidade de invasão, inclusive utilizando métodos terríveis de torturas em seus interrogatórios para saber o máximo que consegue.

Bem, o que posso dizer desse livro? É maravilhoso, eu tive a sensação de estar vendo um filme com muita ação e momentos de aflição, com muita inteligência envolvida. Achei os personagens bem desenvolvidos, principalmente os principais, a Felicity e o Major Dieter, que são extremamente inteligentes. Gostei muito da escrita do Ken Follett e já estou com vontade de ler outros.

Então recomendo para todos, principalmente para quem gosta de ação e suspense e a temática da Segunda Guerra Mundial.

Quem já leu, deixe nos comentários o que achou, se gostou tanto quanto eu.

*Livro cedido pela editora para resenha.

Sinopse: As Espiãs do Dia D - Segunda Guerra Mundial. Na fúria expansionista do Terceiro Reich, a França é tomada pelas tropas de Hitler. Os alemães ignoram quando e onde, mas estão cientes de que as forças aliadas planejam libertar a Europa. Para a oficial inglesa Felicity Clairet, nunca houve tanto em jogo. Ela sabe que a capacidade de Hitler repelir um ataque depende de suas linhas de comunicação. Assim, a dias da invasão pelos Aliados, não há meta mais importante que inutilizar a maior central telefônica da Europa, alojada num palácio na cidade de Sainte-Cécile. Porém, além de altamente vigiado, esse ponto estratégico é à prova de bombardeios. Quando Felicity e o marido, um dos líderes da Resistência francesa, tentam um ataque direto, Michel é baleado e seu grupo, dizimado.

Abalada pelas baixas sofridas e com sua credibilidade posta em questão por seus superiores, a oficial recebe uma última chance. Ela tem nove dias para formar uma equipe de mulheres e entrar no palácio sob o disfarce de faxineiras. Arriscando a vida para salvar milhões de pessoas, a equipe Jackdaws tentará explodir a fortaleza e aniquilar qualquer chance de comunicação alemã – mesmo sabendo que o inimigo pode estar à sua espera. As espiãs do Dia D é um thriller de ritmo cinematográfico inspirado na vida real. Lançado originalmente como Jackdaws, traz os personagens marcantes e a narrativa detalhada de Ken Follett. 

Para comprar é só clicar em um dos links: AmericanasSubmarinoFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

No mundo da Luna

Olá gente, eu disse que não iria sumir né, e aqui estou eu novamente, para falar de mais um livro que li, eu comprei e li para a sessão de autógrafos que aconteceu em Ribeirão Preto, dessa vez da queridíssima escritora brasileira: Carina Rissi.

Luna acabou de se formar em jornalismo e conseguiu um emprego em uma revista, mas para trabalhar na recepção, tudo o que ela deseja é que seu chefe insuportável, que não sabe ao menos o nome dela, possa vê-la como uma profissional e dê um espaço na revista para que ela possa escrever.

As coisas não andam bem na Fatos&Furos, e alguns funcionários estão saindo para trabalhar na concorrente, e é nesse momento que Luna ganha a sua tão desejada oportunidade: a coluna de horóscopos, tudo bem que ela não sabe nada sobre, e é cética sobre o assunto, mas vê uma forma de conseguir mostrar o seu trabalho e ser promovida, então topa na hora.

Buscando uma solução para resolver a sua falta de conhecimento, ela recorre à avó, que é cigana – Luna também é, mas renuncia as suas origens –, mas não consegue obter nada e ganha uma advertência da avó, sobre o quanto é perigoso mexer com coisas em que não há conhecimento, mas ela é teimosa, e é em um baralho cigano que encontra a solução para o que procurava, até que coisas estranhas começam a acontecer.

Além de ter problemas para se colocar no mercado de trabalho, Luna também se vê perdidamente apaixonada e é correspondida, mas acha que é o homem errado para ela, e fica entre fugir desse amor ou “cair de cabeça” nele, o que causa uma confusão tremenda e muita magoa nos dois corações.

Até que chega um momento que parece que tudo desaba, mas uma reviravolta acontece.

Bem, sinceramente este foi o livro que menos gostei da Carina Rissi, achei muito mais do mesmo, com personagens muito iguais aos outros já criados pela autora, além de que Luna mais me irritou que me fez ri, ela é extremamente infantil, apesar de passar um ar de madura, que mora sozinha, trabalha e etc., é uma criança mimada chata, que não sabe o que quer.

“Mas Tati, é um chick lit”, mas gente, não precisava de uma personagem tão perdida e sem noção, vamos combinar né, tem algumas cenas, que não darei spoiler, mas que me deixaram: “Como assim??”.

“Então porque você deu 3 estrelas?”, a escrita da Carina continua muito gostosa de ler, li muito rápido, apesar de tudo e eu havia gostado do conceito da historia, com a cultura cigana inserida, apesar de que, poderia ter sido muito melhor abordado, senti falta de saber um pouco mais e há personagens interessantes, mas não apaixonantes e além tudo, cumpre o seu papel de somente entreter o leitor, sem que ele espere muito.

Bem, acho um livro gostoso de ler, mas que não dá para esperar muito, principalmente se você já leu “Procura-se um marido” e “Perdida”, que apesar de serem bem parecidos, são muito melhores, então, em minha opinião, esse podia ter sido melhor.

Já leu? Me diga o que achou aqui nos comentários.

Sinopse: No Mundo da Luna - A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome.Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção?
Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor.
Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

Para comprar é só clicar em um dos links: AmericanasSubamarinoFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

O Príncipe de Westeros e outras histórias

Olá gente, andei sumida, eu sei, mas já estou de volta, firme e forte, e o livro de hoje eu recebi da editora Saída de Emergência Brasil e o que mais havia me chamado a atenção nele foi o fato de conter um conto de “As crônicas de gelo e fogo”, assim deu para matar um pouquinho da saudade dos Sete Reinos.

Nele há uma coletânea de contos organizados pelo George R. R. Martin e Gadner Dozois, e pelo o que eu entendi, eles fizeram as propostas para alguns autores, para que ele fizessem contos baseados em personagens canalhas e o resultado de autores como Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Gillian Flynn e o próprio George R. R. Martin, além de muitos outros, estão contidos nele.

Confesso que há muitos autores que eu nunca havia ouvido falar, em cada começo de capitulo tem uma breve biografia de cada um e eu ficava me perguntando: “Poxa vida, porque não trouxeram essas obras para o Brasil?”, não sei a resposta, mas sei que pelos contos dá para perceber que escrevem muito bem e fiquei com muita vontade de conhecer um pouco mais.

O conto que mais gostei? Foi o da Gillian Flynn, foi o que mais me deixou confusa, tem uma trama tão bem feita, com um suspense do tipo: quem será que fez o que?, assim como nos livros dela, e mesmo sendo curtinho eu me senti presa no que estava acontece e me peguei desejando, com todas as forças, por mais um pouco.

Bem, para quem gosta de contos, conhece os escritos e quer ter um pouco mais das suas historias, já que muitas, são um Spin Off dos livros, assim por dizer, como o Martin (As crônicas de gelo e fogo) e o Patrick (A crônica do matador de Rei) esse livro é um prato cheio, aposto que muitos dos canalhas vão te fazer desejar que o conto fosse um pouco maior.

*Livro cedido pela editora para resenha.

Sinopse: O Príncipe de Westeros e Outras Histórias - Com histórias de Joe Abercrombie, Gillian Flynn, Matthew Hughes, Joe R. Lansdale, Michael Swanwick, David Ball, Carrie Vaughn, Scott Lynch, Bradley Denton, Cherie Priest, Daniel Abraham, Paul Cornell, Steven Saylor, Garth Nix, Walter Jon Williams, Phyllis Eisenstein, Lisa Tuttle, Neil Gaiman, Connie Willis, Patrick Rothfuss e George R.R. Martin o livro traz contos que não são preto e nem branco, contos com todos os tons de cinza. 21 histórias com reviravoltas astutas e deslumbrantes nessa galeria de histórias de vilões que vão saquear seu coração e ainda deixá-lo mais rico a cada história.

Para comprar é só clicar em um dos links: AmericanasSubmarinoFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura