Melancia

Esse foi um dos primeiros livros do seguimento adulto que eu comprei, quando vi esse livro a primeira vez o que me chamou mais a atenção foi o nome e a capa, ambos me deixaram muito curiosa para saber do que falava e assim acabei comprando, realmente acabei gostando da história, que fala de uma mulher que tem que reaprender a viver e principalmente a se valorizar como mulher... aprender, literalmente, a se olhar no espelho novamente.

É um bom livro para aquelas mulheres que, por algum motivo, não se vem como mulher mais, com bom humor Marian Keys retratar as dificuldades vividas por Claire depois que sua filha nasce e no mesmo dia descobre que está sendo trocada por outra mulher, ela retrata todo o tempo de reclusão, a dificuldade de lidar com todas as coisas, o encontro com um novo amor, e o finalmente o fim de seu casamento e o reencontro consigo mesma.

É um livro um pouco longo, e talvez ate massante, principalmente quando Claire está reaprendendo a viver, a autora exagera em alguns pontos e acaba falhando em outros, mas no geral é um bom livro, com uma história previsível, na minha opinião é um livro para quem deseja começar a ler um livro mais "mulherzinha", mas ao mesmo tempo não deseja algo com muito romance.

Sinopse: Sentimentalismos à parte, Melancia é uma rara surpresa da literatura estrangeira contemporânea. Por esse motivo, não é de se admirar que antes de estar na lista dos mais vendidos no Brasil, estourou na Inglaterra, fazendo com que a escritora irlandesa Marian Keyes, autora do livro, tenha vendido a peso de ouro os direitos autorais para a publicação de suas obras na Alemanha e Estados Unidos. 

O universo da mulher na faixa dos 30 anos é retratado por meio de personagens carismáticos, reviravoltas e comentários hilariantes e feministas da protagonista. É claro que não faltam farpas ao comportamento masculino. Melancia é de uma leitura maravilhosamente despretensiosa, ironizando e se aproveitando dos clichês para elaborar uma boa história, embora com uma narrativa àgua-com-açúcar e previsível. 

Melancia é um romance sobre a arte de manter o bom humor mesmo nos momentos mais adversos. 

Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha também casada, Claire uma garçonete, se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez, como, digamos, um canal de nascimento dez vezes maior que seu tamanho normal! 

Nada tendo em vista que a anime, Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; a mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e o pai, à beira de um ataque de nervos. Após passar alguns dias em depressão, bebendo e chorando, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. É justamente nessa hora que James, seu ex-marido, reaparece. Claire irá recebê-lo, mas lhe reservará uma bela surpresa. 

Em meio a muitas lágrimas, depressão e bebedeiras, Claire refaz a vida e se interessa por Adam - boa pinta, inteligente e, claro, supersensível. O problema é que ela acha que Helen - a irmã demolidora de corações - está apaixonada, pela primeira vez, pelo tal galã e não quer magoá-la. 

Cada capítulo do livro parece o episódio de uma Sitcom - Situation Comedy - ou mesmo um folhetim de alguma novela das seis. O enredo gira em torno de coincidências, segredos que só se revelarão no último capítulo, um audacioso plano de vingança e uma lição de moral: o que não mata fortalece, desde que a desgraça seja encarada com o mínimo de senso de humor. Bom para você ler quando estiver triste.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

Um comentário:

  1. Seu blog é lindo, muito fofo mesmo*0* parabéns!! Já estou te seguindo amada =))

    Convido voce e suas leitoras a conhecer meu blog

    toobege.blogspot.com

    Beijinhoooos ;**

    ResponderExcluir