Água para elefantes

Água para elefantes é um livro que te encanta pelo modo como mostra os muitos detalhas da vida no circo, desde a vida pesada dos que trabalhavam fora da grande arena, ate aqueles que se apresentavam dentro delas e sofriam de um modo diferente, sofriam pelo esforço cada vez mais exigido da perfeição, tudo em busca de ser o maior circo.

Achei ele um tanto quanto confuso no começo, demorou um pouquinho para que eu me acostuma-se a forma do livro de mostrar a historia, isso porque ela é contada pelo Jacob já com 70 anos, e que vai desvendando todos os segredos do passado sobre o circo a partir do momento que um chega a cidade e se instala muito perto da casa de repouso onde mora, entre sonhos e momentos de desaveio a historia do passado se desenrola.

A historia é bem interessante, em momentos dá pra ter a sensação de como é trabalhar em um circo, como era difícil a vida que se levava, mas o que encanta realmente é a historia de amor que vai se desenrolando com o maior cuidado entre Jacob e Marlena e todos os risco que ambos correm, seja pelo amor que ambos sentem, seja pelo amor aos animais, inclusive pela elefanta, que de estúpida não tem nada.

Sinopse: Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora. Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra. Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais. É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo. Água para elefantes é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construí­do com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário