A culpa é das estrelas

Quando eu li a frase do Markus Zusak que está estampada na capa, eu não imaginei o quanto de verdade ela carregava, ela diz: “Você vai rir, vai chorar e ainda vai querer mais.”, e é bem isso que aconteceu, lendo esse livro experimentei todos os sentimentos e com uma intensidade estranhamente grande e magnifica.

Vou te falar uma coisa, teve uma parte que eu realmente quis parar de lê-lo, senti uma dor tão grade que prendi o folego e fechei as paginas, só depois de recuperada que consegui começar novamente, mas isso não quer dizer que o livro seja melancólico ou qualquer coisa assim, ele é bem real na verdade, sei disso porque sei como é devastador ter uma pessoa na família com essa doença, sei como é ganhar batalhas atrás de batalhas e no fim, perder a guerra para o câncer, e por isso, posso dizer que John Green, apesar de avisar que é somente uma obra fictícia, descreve perfeitamente os altos e baixos da doença e o resultado disso na pessoa e nos familiares. Vamos a historia:

Hazel Grace (adorei o modo que o Agustus chama ela assim), é uma adolescente de 16 anos que tem câncer no pulmão em estagio terminal desde os 13 anos, no grupo de apoio que a sua mãe a faz frequentar (por causa da doença ela acabou se afastando dos amigos e a mãe ficou preocupada com isso), ela conhece Augustus, ele está em uma montanha-russa que só vai para cima, esse é o modo como ele mesmo define o seu bem estar, o que ele quis dizer com isso vocês terão de ler para saber. 

Eles começam a se conhecer melhor, mas o principal é que eles aprendem e ensinam um ao outro como sobreviver com essa doença, apesar de todas as diferenças entre eles e todas as dificuldades que eles tem, eles sabem o que é o amor, e o que ele realmente significa. 

“A culpa é das estrelas” não é um livro sobre um romance qualquer, é sobre como viver e deixar marcas, mas não estou falando de marcas superficiais ou de grandes feitos para a humanidade, mas é de deixar marcas em quem realmente importou para você, deixar lembranças importantes em quem amamos e viver a vida. 

É uma linda historia, que apesar de ser fictícia irá despertar todos os seus sentidos e todos os seus sentimentos, e realmente, vai fazer você querer mais.

Sinopse: Em A Culpa é das Estrelas, Hazel é uma paciente terminal de 16 anos que tem câncer desde os 13. Ainda que, por um milagre da medicina, seu tumor tenha encolhido bastante — o que lhe dá a promessa de viver mais alguns anos —, o último capítulo de sua história foi escrito no momento do diagnóstico. Mas em todo bom enredo há uma reviravolta, e a de Hazel se chama Augustus Waters, um garoto bonito que certo dia aparece no Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Juntos, os dois vão preencher o pequeno infinito das páginas em branco de suas vidas.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

3 comentários:

  1. oi,eu acebi de ganhar este livro de natal!!!Estou anciosa para terminar de ler extase e começaar a ler este livro,aodrei o post /purplefazhion.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Terminei de ler esse livro há dois dias e a leitura foi impactante! Esse livro está no topo dos livros preferidos meus.
    Ótima resenha!
    http://www.em-momentos-assim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. como não amar, né?! :)
    também fiz uma resenha: http://donnaflaviaa.blogspot.com.br/2012/11/resenha-culpa-e-das-estrelas.html
    aguardo sua visita e comentário!
    Beijos e parabéns pelo blog <3

    ResponderExcluir