A Escolha

Acho que fiquei meio depressiva enquanto eu lia esse livro, infelizmente ele foi aquele tipo de livro que eu me obrigo a terminar de ler sabe, demorei muito tempo para termina-lo, e nem foi tanto pelo tamanho dele, é que eu não consegui – na maioria dos momentos – me aprofundar na historia, vive-la de modo real sabe. 

A historia é boa, isso não tem como negar, ate que ri bastante com a historia de amor de Travis e Gabby, um amor que aconteceu em um final de semana e super por acaso e tem tudo para dar super certo, mas o que me incomodou mesmo foi o mesmo clichê de sempre utilizado pelo autor.

Bem, nem tudo foi tragédia, e como eu já disse, ri bastante com a historia deles e além disso, achei bem legal mostrar que a gente tem que estar com quem nos faz feliz e nos faz bem, nem tudo em um relacionamento são flores, mas é bem mais fácil lidar com os espinhos quando você realmente gosta.

Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

2 comentários:

  1. Adoro o Nicholas, os livros dele são incriveis!!
    seguindo.. beijos
    http://garotaamericana1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. A história parece ser legal, apesar de não gostar muito do Nicholas Sparks. O único livro dele que eu mais gostei foi A última música.
    Mas essa história parece ser boa.
    Bom post.
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir