A intuitiva

A intuitiva é um livro bem mais emocionante que os outros dois da trilogia, pelo menos eu achei né, o enredo continua sendo o mesmo, é claro, mas pelo menos esse tem algo há mais que te faz querer ler o restante. 

Saindo um pouco do contexto que os outros foram escritos, os vilões não são um casal, mas sim uma mulher, já passa a ser um pouco mais interessante por isso né, chega de casalzinho invejoso. 

Alethea Vaughn Channing (o nome é diferente mais a família continua sendo a mesma, os Vaughn são a segunda linhagem, e tem os mesmos poderes que os Wherlocke) tem visões um homem desde quando era apenas uma criança, é como se ambos estivessem crescendo juntos e ela partilhando dos seus momentos mais importantes. 

Depois de 15 anos tendo essas visões, e sentindo os efeitos delas, ela vê que ele irá morrer, então pega os seus desenhos e procura o seu tio, para que ele possa lhe ajudar a encontra-lo, isso se torna muito fácil, já que esse tal homem, Hartley, é de uma família muito nobre, os dois se apaixonam de cara, é obvio, isso não deixou de ser a mesma coisa que nos livros anteriores. 

A historia tem pontos interessantes, como a perca de sobrinhos de Hartley e o descobrimento de como tudo isso aconteceu, e quem está por trás dessas maldades e porque. 

É mais fácil de ser ler também, eu não sei se é porque eu já estava familiarizada com todos os elementos citados, ou porque é uma historia bem mais interessante.

Você não pode esperar nada de muito diferente acontecer, e as coisas são totalmente obvias, é um enredo simples e fácil de assimilar sabe.

Sinopse: UMA HISTÓRIA SOBRE COMO O PODER DO DESTINO E DO DESEJO PODE REALIZAR COISAS APARENTEMENTE IMPOSSÍVEIS. Estamos na Inglaterra, no século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, a bela e jovem Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco iminente de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua visão e convencê-lo de que corre perigo… Mas quem acreditaria numa estranha com uma conversa dessas? Ainda sob um ceticismo inicial, ele percebe sinceridade na desconhecida e, agindo emocionalmente, decide acreditar na estranha para tentar novamente descobrir o paradeiro de seus dois sobrinhos, que desapareceram após a trágica morte de sua irmã e do esposo. Durante essa busca, começa então a florescer uma forte admiração entre os dois, até surgir a perigosa Claudete, uma antiga amante de Hartley, e que Alethea descobrirá estar entre as pessoas mais ameaçadoras da alta sociedade de Londres. Então, a sua vida também passa a correr perigo e ela precisará mais do que nunca de seus poderes para garantir a sua segurança.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanas ou Livraria da Travessa

Nenhum comentário:

Postar um comentário