O lado bom da vida

Olá gente, vou fazer a resenha que muita gente me pediu, terminei de ler “O lado bom da vida” nesse feriado que passou, tinha que postar as duas resenhas de jogos vorazes antes desta né, ate porque eu já tinha postado a do primeiro livro. 

Esse é um livro de superação, isso é fato, não deve ser nada fácil lidar com a sua própria mente quando ela está num estado tão conturbado, e os antagonistas fazem isso o tempo todo, tudo o que eles querem é recomeçar e ser melhores depois do choque que lhes causou toda a bagunça, mas ninguém disse que seria fácil. 

Para Pat as coisas são um pouco mais difíceis, isso porque ele não se lembra o que o fez ir para o lugar ruim (ele chama assim o hospital psiquiátrico que ele foi internado), ele não se lembra ao menos quanto tempo passou lá, a única coisa que ele lembra é do amor pela Nikki, sua agora ex mulher, e que ele tem que fazer de tudo para conseguir que o tempo separados acabe. 

Para Tiffany as coisas também não são fáceis, mas ela sabe o que a levou a agir de maneira descontrolado e ela vê a realidade da vida, em pelo menos quase todos os momentos. 

A vida desses dois se cruzam de uma forma nem tão inusitada e ate que bem inusitada na verdade, eles tem amigos em comum e famílias que querem ver os dois bem, a amizade deles começa com base em corridas onde nenhum dos dois falava nada, cada um é vidrado em alguma coisa, enquanto ele é em exercícios e se manter bem para a sua ex mulher, ela é em dançar, mas dançar com a alma. 

Quando se junta exercício e dançar com a alma acontece uma coisa extraordinária entre eles, a dor é, de certo modo, superada. É claro que no caminho tem muitos percalços, mas a vida é assim né, infelizmente não é o filme que Pat tanto queria que fosse, mas é real, e tudo que acontece nela é real e tem conseqüências que não serão modificadas por um roteirista. 

O livro não é um romance, não tem ao menos cenas de romances explícitos como acontece com outros autores, mas você irá rir e chorar, irá se sentir com raiva e surpresa, ao mesmo tempo que entenderá cada reação tempestuosa dos personagens e verá que sempre haverá um lado bom na vida, basta você querer ver. 

A diagramação é impecável, e a capa não nem do que falar né, é uma das mais bonitas que eu já vi, simplesmente amei.

Sinopse: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados". Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, a esposa negando-se a aceitar revê-lo e os amigos evitando comentar o que aconteceu antes da internação, Pat, agora viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. Uma história comovente e encantadora, de um homem que não desiste da felicidade, do amor e de ter esperança.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasFNACLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário