Marley & Eu

Olá gente, a resenha de hoje é um livro tranquilo de ler, com uma escrita bem levinha, daquele tipo que você acaba lendo muito rápido.

Marley & Eu estourou na época do filme, e eu confesso, não li, acabei lendo só esse ano, normalmente quando um livro é muito modinha eu acabo não lendo, ou quando insisto em ler acabo travando sabe, a leitura não rende, isso provavelmente acontece porque todo mundo fica falando sobre o livro, soltando spoilers e tudo o mais.

A primeira coisa que vocês precisam saber: Marley & Eu é baseado em fatos reais, pois bem, um casal, apaixonadíssimo, que estão casados, resolve completar a família com um cachorrinho antes de tomar a decisão de ter um filho e partem para a busca do cão calmo e sereno que irá escolhê-los, aquela coisa de amor à primeira vista, que traria muito companheirismos para ambas as partes.

Em uma ninhada de labradores, Marley os escolhem e eles o escolhe, mas esse acaba com 43 quilos e se tornando um cão hiperativo incorrigível, que tranquilizantes não fariam efeito e a expulsam da escola de treinamento, uma decisão irrevogável da adestradora.

O que posso dizer desse livro: Você vai dar muita risada, mas você vai chorar muito, você vai lembrar de todos os seus animais de estimação que não estão mais com você e como eles foram importantes na sua vida, daqueles momentos engraçados, mas que na época te deixou com muita raiva, enfim, ler a historia de vida do Marley é perceber como o amor pode e deve ser incondicional apesar de todos os defeitos que podemos ter.

SinopseJohn e Jenny eram jovens, apaixonados e estavam começando a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, "um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro", que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos. 

Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava nas visitas, comia roupa do varal alheio e abocanhava tudo a que pudesse. De nada lhe valeram os tranqüilizantes receitados pelo veterinário, nem a "escola de boas maneiras", de onde, aliás, foi expulso. Mas, acima de tudo, Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional. Imperdível.

Para comprar é só clicar em um dos links: SubmarinoAmericanasLivraria da Travessa ou Livraria Cultura

Nenhum comentário:

Postar um comentário